Mobile marketing: Saiba o que é e como funciona
Mobile marketing: Saiba o que é e como funciona
14 de abril de 2022
Marketing de conteúdo: saiba como pode ajudar a atrair mais cliente
Marketing de conteúdo: saiba como pode ajudar a atrair mais clientes
20 de abril de 2022

O que são links nofollow e dofollow?

O que são links nofollow e dofollow?

Você já ouviu falar em links nofollow e dofollow? Os dois termos parecem bastante complexos, mas não se preocupe que neste artigo você compreenderá o que eles representam.

Para entender o que esses termos significam, primeiro, é necessário saber que a autoridade de domínio em um site é um fator muito importante e considerado pelo Google no momento de ranquear o site em uma determinada busca.

Dessa forma, empresas que possuem maior autoridade em seu domínio (que basicamente é o link de acesso da página), possuem mais chances de serem melhor posicionadas pelo Google.

Isso ocorre porque o site, em seu link de domínio, conseguiu responder aquilo que foi solicitado pelo cliente, o que favorece o processo de interação e clique; bem como atende às diretrizes dos buscadores para um bom posicionamento – o que também inclui as linkagens.

Com isso, as pessoas tem uma melhor experiência em relação ao seu site, o que traz benefícios durante o processo gerado pelo motor de busca.

Entendendo essa parte inicial, você deve estar se perguntando: mas, o que isso tem a ver com o nofollow e o dofollow?

Nofollow e Dofollow no SEO

O desafio de uma empresa que possui um site de placa de ACM preço no ambiente digital é criar uma boa autoridade para sua marca. O mesmo se dá em quaisquer outros segmentos, afinal, para se destacar é preciso ser encontrado ou mencionado.

Dofollow

Dentre algumas ações que podem ser aplicadas para ter mais alcance e visibilidade está a construção da autoridade, que é feita a partir de redes de links bem construídos.

Inclusive, links que não são bem construídos não aparecem bem posicionados no Google. Como consequência, ocorre uma perda de ranqueamento, o que prejudica a imagem da empresa e suas vendas (já que passa a não ser vista pelos usuários).

Contudo, se o Google entender que sua linkagem foi construída de forma natural – boas menções em outros sites – e que a pesquisa do usuário coincide com o que é apresentado nos conteúdos ou hiperlinks, a interpretação é que esse link é DoFollow (ou link natural).

Geralmente esse processo se dá por meio de parcerias de conteúdo e troca de links, no qual as marcas mencionam outras que consideram ter informação de valor para seus usuários e clientes. Assim, a relevância é construída a partir das citações.

Nofollow

Já no caso do link NoFollow, ele é feito quando existe a modificação no código HTML, indicando ao buscador que esse link não deve ser seguido, ou que não é tão confiável.

Isso pode causar a perda de autoridade da marca se não for feito adequadamente. Consequentemente, afeta o site e a empresa.

Neste caso, sites de fontes não tão confiáveis e direcionamento a links de afiliados devem ser colocados como nofollow para não prejudicar as estratégias.

Contudo, não serão considerados no apontamento e na metrificação para o posicionamento. Já ser mencionado como nofollow pode ser mais negativo ao negócio.

Estratégias de linkagem

O que são links nofollow e dofollow?De forma introdutória, portanto, podemos compreender que Links dofollow e nofollow são aqueles que, ao serem inseridos no seu site, podem ter um apontamento de volta ou não, redirecionando os usuários e as avaliações do Google.

Ambos devem ser usados dentro de uma estratégia de conteúdo, desde que sigam boas práticas que aumentem os seus resultados digitais.

Os links dofollow são links que não possuem o atributo “nofollow” em sua composição, fazendo o direcionamento direto e sendo contabilizado nas ações.

É muito importante salientar que para qualquer estratégia de posicionamento nos buscadores esses links devem ser criados internamente (no site) e externamente, na internet.

Não existe um parâmetro “dofollow” para links. Links direcionados são o estado padrão; então você não precisa especificar que um determinado link deve ser seguido.

Já no caso dos links nofollow é preciso especificar essa condição na formatação da página e código-fonte.

Dessa forma, uma empresa de limpeza ou outro segmento do mercado que deseja ter um bom posicionamento precisa investir em rotinas de SEO bem estruturadas bem como ações de linkbuilding e guest post.

Basicamente, o SEO visa melhorar o posicionamento da empresa no Google por meio das práticas e algoritmos dos mecanismos de busca, tornando o processo de transmissão de informações digitais mais eficientes e agregando autoridade ao domínio.

Já o guest post e o linkbuilding se relacionam a essas ações de SEO e criação de parcerias e redes de link de valor, geralmente consistindo em ações fora do site da marca, mas que também contribuem com a relevância.

As particularidades desse tema não param por aqui e, por isso, você é nosso convidado para dar continuidade na leitura e aprender como esses links podem ser utilizados em sua empresa de gabinete personalizado ou de qualquer outro segmento.

Conhecendo mais os links nofollow e dofollow

Checar e conferir um link é fundamental, pois o excesso de padronização dos links de um site podem acabar afetando seu ranqueamento.

Tanto é que essa prática não é indicada pelo Google, que desconfia quando os links de uma empresa são muito padronizados.

Mas, como é possível saber se o link do seu site é NoFollow ou não? Basicamente, existem duas formas de verificar esse tema.

Primeiro, é necessário clicar no botão direito do seu mouse na página onde o link está e selecionar o item “visualizar código-fonte”.

Dessa forma é possível buscar pelo termo “nofollow” com as teclas “ctrl + F” do seu teclado.

Existem também algumas ferramentas de leitura de navegador que podem ser instaladas em seu site e que facilitam esse processo de exibição de links que são naturais ou não. O mesmo processo pode ser realizado nos sites parceiros, no caso de troca de links.

Apesar de todos os cuidados que sua empresa de brindes personalizados deve ter em relação aos links naturais, por exemplo, é importante ressaltar que receber uma tag NoFollow não representa necessariamente que sua empresa sofrerá alguma penalidade do Google por isso, mas que é preciso monitorar as ações.

O que ocorre é que nesse caso seu site não é contabilizado naquele material, não tendo aumento no DR (por exemplo. Contudo, a atenção é necessária, pois a página pode sofrer uma perda de autoridade e deixar de ser referenciado pelo Google.

Ainda assim, receber um link NoFollow não é o fim do mundo e pode até agregar benefícios para a empresa, já que o Google também passou a considerar essa opção a partir do recebimento de spams e outros critérios – mesmo que em menor grau e algumas considerações.

Quais são os benefícios do NoFollow?

Apesar de parecer que o link não natural não trará nenhum benefício para sua empresa, seja ela de guilhotina industrial ou um e-commerce de semijoias, é importante ressaltar que isso não é verdade.

Inclusive, listaremos aqui alguns benefícios que essa ação pode trazer para sua empresa:

  • Aumento do tráfego orgânico do site;
  • Permite a exposição da marca;
  • Auxilia no processo de construção da autoridade;
  • Permite ajustes técnicos em uma estratégia de SEO.

Com isso, é muito importante que sua empresa não tenha medo desse tipo de link, mas que use essa experiência como uma possibilidade de crescer, de expor sua marca, de otimizar os textos para as técnicas de SEO e ainda investir na publicação de artigos e de sites parceiros, apenas acompanhando as ações com mais rigor.

O que são links nofollow e dofollow?

Quais as opções de link Nofollow que o Google considera?

Se esse assunto ainda parece confuso para você aplicar em sua empresa de locação de impressoras, mostraremos dois atributos de link que foram discutidos e apresentados pelo Google no final de 2019 e que ajudam no processo de identificação da natureza do link.

O primeiro elemento que vamos destacar é o sponsored, que é utilizado em atributos patrocinados e que são usados na identificação de um link presente no site – verificando se foi feito a partir de um anúncio, de um patrocínio ou de acordo.

Outro aspecto que é levado em consideração é o UCG, que é a marcação de links que são gerados pelo usuário da página. Exemplo disso são pessoas que comentam em uma postagem ou em um fórum para agregar links e menções a uma marca.

No caso da sugestão do Google em relação ao “nofollow” é possível identificar por meio de algumas técnicas da linguagem de programação quando o buscador não pode associar um site ou rastrear uma página a partir de um link de vinculação.

Também existem casos nos quais há um elevado número de links, sejam eles pagos ou não, com o objetivo de enganar o Google.

Nesse caso, a empresa pode sofrer algumas penalidades. Basicamente, alguns elementos que trazem esse alerta para o Google consistem na idoneidade na ação da empresa, como a possibilidade de realizar a compra ou a venda de links, realizar essa troca com frequência ou automatizar alguns aspectos, como o Link building.

A ação de inserir palavras-chaves em excesso em um texto sobre laudo técnico elétrico ou sobre qualquer outro tema que seja do interesse da sua empresa, por exemplo, também pode indicar um sinal de fraude ou de irregularidade para o Google.

Entenda a diferença entre NoFollow e NoIndex

Para fecharmos este artigo sobre esse tema complexo, é importante falarmos sobre a diferença entre NoFollow e NoIndex.

O Google tem alguns mecanismos para impedir a indexação de uma página. Por esse motivo, é necessário entender as diferenças desses conceitos.

O nofollow é utilizado para os links de modo individual, podendo adicionar alguns termos como o  <head> e relacionar alguns mecanismos que afastem links que não sejam naturais.

Não é bom que a empresa busque evitar um rastreio do Google em relação às páginas de um site, já que existem diferentes formas que o Google desenvolveu de fazer esse rastreio.

Assim, uma empresa que deseja evitar que o Google realize o rastreamento da página ou link mencionado, evitando a indexação incorreta do conteúdo produzido pode recorrer a outras tags, como é o caso da “noindex”. Ou seja, não haverá a indexação, ou posicionamento no Google.

Vale ressaltar que é muito importante que todo esse processo seja feito por uma equipe técnica em SEO e especializada no tema, já que é um assunto que envolve uma complexidade, entendimento de linguagem de programação e dos códigos a serem inseridos.

Isso garantirá que a empresa, seja uma assistência técnica Rinnai ou um polo industrial fornecedor de metal, tenha estratégias adequadas e considerando os parâmetros corretos do Google, identificando os links dofollow e nofollow de forma a permitir o crescimento da marca e alinhamento às normas.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe isso
Gizella Almeida
Gizella Almeida
Estudante de Publicidade e Propaganda na Universidade UNINOVE, em São Paulo, já trabalhou como auxiliar de marketing em uma agência de empregos e foi assistente de atendimento telefônico. Atualmente trabalha como assessora digital e redatora para sites e blogs.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

1 × cinco =