All for Joomla All for Webmasters

Como Pagar Menos e mesmo assim ficar bem posicionado no Google

Quem nunca quis pagar menos e mesmo assim ficar nas primeiras posições do Google. Pois é, a novidade é que é possível.

Nesse artigo vamos mostrar como ficar melhor posicionado sem ter que desembolsar mais por isso.

O Segredo

Bom, para entender temos que saber como é calculado o ranking do Google.

É assim, o leilão é composto por dois critérios, o lance de CPC e o Índice de Qualidade, então num exemplo prático seria isso:

Empresa A comprou a palavra-chave “sapato” com um lance de R$ 0,70 e seu índice de qualidade é 10. Já a empresa B comprou a mesma palavra-chave com o lance também de R$ 0,70 mas seu índice de qualidade é 9. E a empresa C também concorre com essa palavra-chave mas o lance é de R$ 0,90 e seu índice de qualidade é de 5.

 

O leilão seria o seguinte: CPC x IQ

Empresa A: 0,70 x 10 = 7

Empresa B: 0,70 x 9 = 6,3

Empresa C: 0,90 x 5 = 4,5

O ranking então seria:

1º Empresa A

2º Empresa B

3º Empresa C

Bom, já que entendemos a lógica por trás do leilão, como pagar menos e ficar bem posicionado?

Lembre-se são dois critérios então, para fazer meu CPC baixar sem cair no ranking, eu precisarei melhorar o meu índice de qualidade.

Repare que no exemplo, duas empresas estão com o mesmo lance de CPC, mas a que venceu foi a que teve maior índice de qualidade.

O truque é justamente esse, quanto MAIOR for o seu índice de qualidade, MENOR será seu custo por clique.

 

Tá, mas como melhorar meu índice de qualidade?

Bom, você provavelmente já leu o artigo Entendendo o Índice de Qualidade (se não leu, recomendo). Então, como sabemos, o índice de qualidade é composto por três critérios:

  • Relevância do anúncio,
  • Taxa de cliques esperada (CTR) e
  • Experiência da página de destino.

Se você for na aba de palavra-chave e clicar em colunas >> modificar colunas, você verá a opção de índice de qualidade, nessa caixinha você terá separadamente todos os três ítens que compõem o índice de qualidade como também a coluna que mostrará sua nota.

Acrescente as 4 primeiras colunas e você conseguirá ver qual item está abaixo e qual está satisfatório, nesse passo a ideia é conseguir fazer sua nota chegar mais próxima da nota máxima: 10.

Identificado o que está baixando seu IQ a ideia é melhorar esse indicador para conseguir subir a nota.

Veja algumas dicas para melhorar os indicadores do índice de qualidade:

Relevância do Anúncio:

Esse indicador é, basicamente, o quanto seu anúncio está relevante para aquela palavra-chave.

Como melhorar: procure escrever exatamente como você escreveu a palavra-chave no seu anúncio. Se sua palavra-chave for “pastéis” no plural, escreva no seu anúncio a mesma palavra, exatamente igual (claro que nesse caso não estou considerando as correspondências de palavra-chave).

Tente colocar no seu anúncio pelo menos uma vez a palavra-chave em questão, seja no título ou na descrição, mas obrigatoriamente, escreva sua palavra-chave no anúncio.

Taxa de Cliques Esperada:

Esse indicador é a CTR esperada para aquela palavra-chave, então se você estiver usando a palavra-chave “pastéis”, e no seu anúncio também tem essa palavra-chave, então, espera-se que as pessoas que procurarem por essa palavra-chave, cliquem no seu anúncio.

Mas as vezes acontece de o anúncio não ser atrativo, e você acaba perdendo o clique para outro anunciante. Por isso é importante que ao escrever seu anúncio, você use chamadas interessantes que prendam a atenção desse usuário em poucos segundos, que será o tempo que ele terá para decidir em qual anúncio clicar.

Algumas dicas para o anúncio são: coloque uma call to action, ou seja, chame-o para uma ação, pode ser um texto como: confira, veja mais, saiba mais, peça um orçamento, compre on line, enfim, convide-o para fazer algo em seu site, só não pode: clique aqui, que essa call to action é proibida nas políticas do Google. Existem outras formas de aumentar sua qualidade dos anúncios que você pode conferir neste artigo.

Experiência na Página de Destino:

Esse indicador é extremamente importante, não só para o Google, mas você como empresa, porque aqui é a funcionalidade do seu site.

A experiência da página de destino é o que acontece depois do clique, será que seu anúncio levará para uma página com bom desempenho, atrativa, será que seu site carrega rápido ou até mesmo é responsivo?

Se seu site mostrar um desempenho ruim, obviamente essa pessoa se sentirá frustrada ao clicar no seu anúncio, e isso você também poderá ver pela taxa de rejeição no Analytics ou o percentual de desistência no seu site.

As principais dicas são:

Boa experiência no mobile:

Seu site obrigatoriamente tem que ser pensado na versão mobile, hoje o número de pessoas que acessam a internet pelo celular ultrapassou as que acessam pelo computador. E se, seu site ainda não tiver uma versão mobile ou responsiva, você com certeza está perdendo clientes.

Tempo de carregamento:

Se seu site demorar muito para carregar, alerta vermelho. Com a evolução da internet, as pessoas estão cada vez menos esperando para ver um site, se seu site não carrega em tempo satisfatório, provavelmente essa pessoa vai voltar a página e clicar no próximo anúncio. Mas além disso, pense assim, se essa pessoa clicou no seu anúncio, logo você pagará por esse clique, e se ela não conseguiu ver seu site, você pagou por um clique de alguém que sequer te conheceu. Então além da perda do cliente, você também está perdendo dinheiro.

Experiência na página de destino:

Literalmente, como será a experiência dessa pessoa na página a qual você a direcionou. Por exemplo, se a pessoa pesquisou “pastéis” leve-a para a página de pastéis, não a faça chegar no site e ainda ter que procurar os pastéis, muitos anunciantes pensam que se a levar para a home page que tem mais opções, mostrará que além de pastéis a empresa oferece outros cardápios, porém, para quem está procurando, se ela digitou “pastéis”, ela quer ver apenas pastéis, e não outros lanches, se não ela procuraria por lanches, entende?

Claro que os resultados não serão imediatos, o Google AdWords trabalha com base no histórico da conta, portanto, depois que você otimizar esses indicadores, faça o seguinte, deixe a campanha rodar por 15 dias seguidos e depois compare os resultados: antes e depois. Daí você terá novas ideias do que melhorar e poderá ver a evolução da sua conta gradativamente. Não deixe de conferir os 3 erros mais comuns no Google AdWords, antes de iniciar uma campanha. Faça render mais.

Por Dirlene Dias

Compartilhar:

Deixe uma resposta